Wiki Diversidades
Advertisement

Neopronomes são palavras que são novas, usadas de forma alternativa para se referir a alguém ou, mais raramente, algo. No português, são pronomes não tradicionais criados geralmente para refletir identidades não binárias, porém podem ser usados em conjuntos de linguagem pessoal entre pessoas de qualquer gênero.[1]

A aceitação destes pronomes dentro de seus respectivos idiomas varia em cada país e academia. Dessa forma, um neopronome é uma neolinguagem pronominal, ou seja, um neologismo linguístico de pronomes.[2][3][4]

Língua portuguesa[]

Pronomes pessoais[]

Na língua portuguesa, assim como noutras línguas indo-europeias, os pronomes pessoais em terceira pessoa geralmente indicam gênero, como "ela" e "ele". Algumas pessoas optam por elu ou ile.[5][6] Esses pronomes são usados para vários casos, como para se referir a alguém cuja identidade de gênero é desconhecida, pessoas que usam tratamento de gênero neutro, grupos de pessoas de gêneros diferentes ou um indivíduo genérico.[7][8]

Um neopronome pode vir acompanhado de um neoartigo, como em ê ou u ou, muitas vezes, de ausência ou omissão de artigo. O sistema APT ou APF determina como usar os artigos, pronomes e finais de palavra, também chamadas de terminações, sufixos ou desinências, dependendo do contexto.[9] Exemplos comuns incluem o/ele/o, a/ela/a e ê/elu/e.[10][11][12]

Exemplos de frases usando neopronomes: elu é ê autore dessa obra; iles são maravilhoses.[13]

Os primeiros neopronomes registrados até o momento são elo, êla, el@ e elx, usados desde a década de 2000,[14] ao menos. Durante a década de 2010 surgiram outras propostas, como elu e ile.[7] Éle, elæ e êla fazem ambiguação de ele e ela, pronomes tradicionalmente binários. O neopronome ilo vem dos pronomes mostrativos (ou demonstrativos), como "isso", "isto" e "aquilo", algumas vezes considerados neutros, outras vezes masculinos.[15] Elo vem do pronome neutro castelhano ello e tem registros desde 2004 num livro sobre termos utilizados nos anos 1970 na comunidade queer e travesti brasileira.[16] Os pronomes ilu e elu possivelmente derivam o pronome neutro em latim illud. Esses pronomes podem ser considerados neoneutros, outros, como ila e ilo, podem ser tidos como neofemininos ou neomasculinos. El@ e elx são por vezes considerados impronunciáveis.[17] Pode-se pronunciar elu tanto como êlu e élu.

Por questão de utilidade, a lista a seguir apresenta também as contrações dos neopronomes.

Lista de neopronomes (pessoais e demonstrativos)[18]
el(s) del(s) nel(s) ess(s) dess(s) ness(s) est(s) dest(s) nest(s) aquel(s) daquel(s) naquel(s) àquel(s) praquel(s)
ela(s) dela(s) nela(s) essa(s) dessa(s) nessa(s) esta(s) desta(s) nesta(s) aquela(s) daquela(s) naquela(s) àquela(s) praquela(s)
ele(s) dele(s) nele(s) esse(s) desse(s) nesse(s) este(s) deste(s) neste(s) aquele(s) daquele(s) naquele(s) àquele(s) praquele(s)
elu(s) delu(s) nelu(s) essu(s) dessu(s) nessu(s) estu(s) destu(s) nestu(s) aquelu(s) daquelu(s) naquelu(s) àquelu(s) praquelu(s)
ile(s) dile(s) nile(s) isse(s) disse(s) nisse(s) iste(s) diste(s) niste(s) aquile(s) daquile(s) naquile(s) àquile(s) praquile(s)
ilu(s) dilu(s) nilu(s) issu(s) dissu(s) nissu(s) istu(s) distu(s) nistu(s) aquilu(s) daquilu(s) naquilu(s) àquilu(s) praquilu(s)
ilo(s) dilo(s) nilo(s) isso(s) disso(s) nisso(s) isto(s) disto(s) nisto(s) aquilo(s) daquilo(s) naquilo(s) àquilo(s) praquilo(s)
ila(s) dila(s) nila(s) issa(s) dissa(s) dissa(s) ista(s) dista(s) nista(s) aquila(s) daquila(s) naquila(s) àquila(s) praquila(s)
éle(s) déle(s) néle(s) ésse(s) désse(s) nésse(s) éste(s) déste(s) néste(s) aquéle(s) daquéle(s) naquéle(s) àquéle(s) praquéle(s)
êla(s) dêla(s) nêla(s) êssa(s) dêssa(s) nêssa(s) êsta(s) dêsta(s) nêsta(s) aquêla(s) daquêla(s) naquêla(s) àquêla(s) praquêla(s)
ili(s) dili(s) nili(s) issi(s) dissi(s) nissi(s) isti(s) disti(s) nisti(s) aquili(s) daquili(s) naquili(s) àquili(s) praquili(s)
eli(s) deli(s) neli(s) essi(s) dessi(s) nessi(s) esti(s) desti(s) nesti(s) aqueli(s) daqueli(s) naqueli(s) àqueli(s) praqueli(s)
elo(s) delo(s) nelo(s) esso(s) desso(s) nesso(s) esto(s) desto(s) nesto(s) aquelo(s) daquelo(s) naquelo(s) àquelo(s) praquelo(s)
el@(s) del@(s) nel@(s) ess@(s) dess@(s) ness@(s) est@(s) dest@(s) nest@(s) aquel@(s) daquel@(s) naquel@(s) àquel@(s) praquel@(s)
elx(s) delx(s) nelx(s) essx(s) dessx(s) nessx(s) estx(s) destx(s) nestx(s) aquelx(s) daquelx(s) naquelx(s) àquelx(s) praquelx(s)
ael(s) dael(s) nael(s) aess(s) daess(s) naess(s) aest(s) daest(s) naest(s) aquael(s) daquael(s) naquael(s) àquael(s) praquael(s)
elæ(s) delæ(s) nelæ(s) essæ(s) dessæ(s) nessæ(s) estæ(s) destæ(s) nestæ(s) aquelæ(s) daquelæ(s) naquelæ(s) àquelæ(s) praquelæ(s)
ily(s) dily(s) nily(s) issy(s) dissy(s) nissy(s) isty(s) disty(s) nisty(s) aquily(s) daquily(s) naquily(s) àquily(s) praquily(s)
elae(s) delae(s) nelae(s) essae(s) dessae(s) nessae(s) estae(s) destae(s) nestae(s) aquelae(s) daquelae(s) naquelae(s) àquelae(s) praquelae(s)
el*(s) del*(s) nel*(s) ess*(s) dess*(s) ness*(s) est*(s) dest*(s) nest*(s) aquel*(s) daquel*(s) naquel*(s) àquel*(s) praquel*(s)
elf(s) delf(s) nelf(s) esf(s) desf(s) nesf(s) esf(s) desf(s) nesf(s) aquelf(s) daquelf(s) naquelf(s) àquelf(s) praquelf(s)
eld(s) deld(s) neld(s) essd(s) dessd(s) nessd(s) estd(s) destd(s) nestd(s) aqueld(s) daqueld(s) naqueld(s) àqueld(s) praqueld(s)
ilx(s) dilx(s) nilx(s) issx(s) dissx(s) nissx(s) istx(s) distx(s) nistx(s) aquilx(s) daquilx(s) naquilx(s) àquilx(s) praquilx(s)
il@(s) dil@(s) nil@(s) iss@(s) diss@(s) niss@(s) ist@(s) dist@(s) nist@(s) aquil@(s) daquil@(s) naquil@(s) àquil@(s) praquil@(s)
iló(s) diló(s) niló(s) issó(s) dissó(s) nissó(s) istó(s) distó(s) nistó(s) aquiló(s) daquiló(s) naquiló(s) àquiló(s) praquiló(s)
ilé(s) dilé(s) nilé(s) issé(s) dissé(s) nissé(s) isté(s) disté(s) nisté(s) aquilé(s) daquilé(s) naquilé(s) àquilé(s) praquilé(s)
ilæ(s) dilæ(s) nilæ(s) issæ(s) dissæ(s) nissæ(s) istæ(s) distæ(s) nistæ(s) aquilæ(s) daquilæ(s) naquilæ(s) àquilæ(s) praquilæ(s)
ale(s) dale(s) nale(s) asse(s) dasse(s) nasse(s) aste(s) daste(s) naste(s) aquale(s) daquale(s) naquale(s) àquale(s) praqual(s)
aly(s) daly(s) naly(s) assy(s) dassy(s) nassy(s) asty(s) dasty(s) nasty(s) aqualy(s) daqualy(s) naqualy(s) àqualy(s) praqual(s)
ely(s) dely(s) nely(s) essy(s) dessy(s) nessy(s) esty(s) desty(s) nesty(s) aquely(s) daquely(s) naquely(s) àquely(s) praquely(s)
yl'(s) dyl'(s) nyl'(s) yss'(s) dyss'(s) nyss'(s) yst'(s) dyst'(s) nyst'(s) aquyl'(s) daquyl'(s) daquyl'(s) àquyl'(s) praquyl'(s)
elt(s) delt(s) nelt(s) esst(s) desst(s) nesst(s) estt(s) destt(s) nestt(s) aquelt(s) daquelt(s) naquelt(s) àquelt(s) praquelt(s)
elum delum nelum essum dessum nessum estum destum nestum aquelum daquelum naquelum àquelum praquelum
elw(s) delw(s) nelw(s) essw(s) dessw(s) nessw(s) estw(s) destw(s) nestw(s) aquelw(s) daquelw(s) naquelw(s) àquelw(s) praquelw(s)
elⒶ(s) delⒶ(s) nelⒶ(s) essⒶ(s) dessⒶ(s) nessⒶ(s) estⒶ(s) destⒶ(s) nestⒶ(s) aquelⒶ(s) daquelⒶ(s) naquelⒶ(s) àquelⒶ(s) praquelⒶ(s)
ilã(s) dilã(s) nilã(s) issã(s) dissã(s) nissã(s) istã(s) distã(s) nistã(s) aquilã(s) daquilã(s) naquilã(s) àquilã(s) praquilã(s)
uli(s) duli(s) nuli(s) ussi(s) dussi(s) nussi(s) usti(s) dusti(s) nusti(s) aquuli(s) daquuli(s) daquuli(s) àquuli(s) praquuli(s)
elw(s) delw(s) nelw(s) essw(s) dessw(s) nessw(s) estw(s) destw(s) nestw(s) aquelw(s) daquelw(s) naquelw(s) àquelw(s) praquelw(s)
elz(s) delz(s) nelz(s) essz(s) dessz(s) nessz(s) estz(s) destz(s) nestz(s) aquelz(s) daquelz(s) naquelz(s) àquelz(s) praquelz(s)

Observações: em casos de neopronomes pessoais que começam com u ou a, por exemplo, os demonstrativos equivalentes seguem formas fora do padrão ou não fixas, como no caso de uli, em que aquelu vira aquli, aquuli ou aculi. Já na pronúncia de aquale, por exemplo, pode ficar como acale ou aqüale (acuale).

Alguns neopronomes pessoais não têm a letra L e não seguem um padrão normativo para terem algum mostrativo equivalente. Certas pessoas chamam esses pronomes alternativos de xenopronomes e comparam com os pronomes substantivados do inglês (nounself pronouns). Alguns exemplos na tabela abaixo.

yn(s) anj(s) iau(s) emi(s)
dyn(s) danj(s) diau(s) demi(s)
nyn(s) nanj(s) niau(s) nemi(s)

Pronomes de tratamento[]

senhor(a) senhore(s) senhorae(s) senhoro(s) senhoru(s) senhory(s) senhorie(s) senhori(s) senhór(s) senhor@(s) senhorx(s) senhoræ(s) senhoroa(s)
senhorit(a) senhorite(s) senhoritae(s) senhorito(s) senhoritu(s) senhority(s) senhoritie(s) senhoriti(s) senhórit(s) senhorit@(s) senhoritx(s) senhoritæ(s) senhoritoa(s)

Pronomes possessivos[]

meu(s)/minha(s) mi(s) minhe(s) minhi(s) mie(s) minhu(s) minh@(s) minhx(s) minhy(s)
nosso(s)/nossa(s) nosse(s) nossi(s) nossie(s) nossu(s) noss@(s) nossx(s) nossy(s)
seu(s)/sua(s) su(s)/sue(s) sui(s) suie(s) su(s) su@(s) sux(s) suy(s)
vosso(s)/vossa(s) vosse(s) vossi(s) vossie(s) vossu(s) voss@(s) vossx(s) vossy(s)
teu(s)/tua(s) tu(s)/tue(s) tui(s) tuie(s) tu(s) tu@(s) tux(s) tuy(s)

Pronomes indefinidos[]

nenhum(uns)/nenhuma(s) nenhume(s) nenhumi(s) nenhumu(s) nenhumoa(s) nenhum@(s) nenhumx(s) nenhumy(s)
um(a)/uns/umas ume(s) umi(s) umu(s) umoa(s) um@(s)/un@(s) umx(s)/unx(s) umy(s)
algum(uns)/alguma(s) algume(s) algumi(s) algumu(s) algumoa(s) algum@(s) algumx/algunx algumy(s)
outro(s)/outra(s)/outrem outre(s) outri(s) outru(s) outroa(s) outr@(s) outrx(s) outry(s)
pouco(s)/pouca(s) pouque(s) pouqui(s) poucu(s) poucoa(s) pouc@(s) poucx(s) pouquy(s)
muito(s)/muita(s) muite(s) muiti(s) muitu(s) muitoa(s) muit@(s) muitx(s) muity(s)
certo(s)/certa(s) certe(s) certi(s) certu(s) certoa(s) cert@(s) certx(s) certy(s)
tanto(s)/tanta(s) tante(s) tanti(s) tantu(s) tantoa(s) tant@(s) tantx(s) tanty(s)
quanto(s)/quanta(s) quante(s) quanti(s) quantu(s) quantoa(s) quant@(s) quantx(s) quanty(s)
todo(s)/toda(s) tode(s) todi(s) todu(s) todoa(s) tod@(s) todx(s) tody(s)
vário(s)/vária(s) várie(s) vári(s) váriu(s) várioa(s) vári@(s) várix(s) váriy(s)

Pronomes relativos[]

cujo cuja cuje cuji cuju cujoa cuj@ cujx cujy cujó cuj cujé cujæ
cujos cujas cujes cujis cujus cujoas cuj@s cujxs cujys cujós cujs cujés cujæs

Pronome interrogativo[]

quanto quanta quante quanti quantu quantoa quant@ quantx quanty quantó quant quanté quantæ
quantos quantas quantes quantis quantus quantoas quant@s quantxs quantys quantós quants quantés quantæs

Pronomes do caso oblíquo[]

o a ê/e u oa @ x y ó i æ œ
os as es us oas @s xs ys ós is æs œs
lo la le lu loa l@ lx ly li
los las les us oas @s xs ys ós is æs œs
no na ne nu noa n@ nx ny ni
nos nas nes nus noas n@s nxs nys nós nis næs nœs
mo ma me mu moa m@ mx my mi
mos mas mes mus moas m@s mxs mys mós mis mæs mœs
to ta te tu toa t@ tx ty ti
tos tas tes tus toas t@s txs tys tós tis tæs tœs
lho lha lhe lhu lhoa lh@ lhx lhy lhó lhi lhæ lhœ
lhos lhas lhes lhus lhoas lh@s lhxs lhys lhó lhis lhæs lhœs

Referências[]

Ligações externas[]

Advertisement