Wiki Diversidades
Advertisement
Disambig grey Nota: Não confundir com Radqueer.

Radinclus, abreviação de Inclusionismo Radical, são indivíduos que aceitam todas as identidades queer de boa-fé. Isso inclui identidades aparentemente contraditórias, controversas, “cringe” e aparentemente sem sentido; como: neopronomes, xenopronomes, xenogêneros, mspec mono (bi-lesbica, poli-gay, etc.), identidades combinadas (ex: gaybian, lesboy), identidades fluídas (abro, a-fluxo, etc), alter-humanidade, entre outros.[1]

Radinclus não apoiam pronomes racistas, transID, a inclusão de parafilias da comunidade queer, etc.. Porque estas são feitas de má-fé.

Autoidentificação de boa-fé[]

Todo o movimento de libertação LGBTQIA+ baseia-se na ideia de que são os indivíduos, e não a sociedade, que decidem quem são, quem amam e como.

Como você sabe que sou mulher? Porque eu digo que sou mulher.

Como você sabe que sou gay? Porque eu digo que sou gay.

Como você sabe que sou Aspec? Porque eu digo que sou aspec.

Como você sabe que sou bi lésbica ? Porque eu digo que sou.

Se alguém lhe disser sua própria identificação de gênero ou sexualidade, ACREDITE.

Quem rejeita a autoidentificação de boa-fé da sexualidade e do género?

Bem, muitas pessoas realmente horríveis:

TERFs , que declaram que as autoidentificações trans de gênero estão erradas.

Conservadores religiosos , que estão convencidos de que a terapia de conversão transformará os gays nas pessoas heterossexuais que "deveriam" ser.

Os chamados "Exclus" , em sua maioria jovens queer que desejam controlar quem pode ser considerado LGBTQI+ e rótulos de identidade policial.

Não seja como nenhuma dessas pessoas. Elus são todos idiotas.

Quando alguém lhe disser seu gênero ou sexualidade, acredite. Não discuta com eles, não diga que isso não existe, não “sugira” descrições alternativas.

Apenas.

Aceite.

Isto.[2]

Referências[]

Advertisement