Wiki Diversidades
Advertisement
Não confundir com amizade colorida, amigos com benefícios ou relações não-monogâmicas
Bandeira queer platonic

Bandeira queerplatonica/quasiplatônica

Relacionamentos queerplatônicos (RQP/QPR) ou quasiplatônicos — caso pelo menos ume dês participantes não se enquadre nos conceitos queers — é um laço emocional profundo entre [duas ou mais] pessoas que é mais intenso do que um existente em um relacionamento platônico

RQP's transcendem uma relação de "melhores amigues" pois quebram os padrões de uma amizade convencional por terem a mesma estrutura e status que uma relação romântica; mas também não se encaixa nas definições de um namoro, porque as pessoas que fazem parte deste tipo de relação não tem a expectativa de experienciar um namoro sobre elas, além de que os atos existentes neste tipo de relação não são vistos como 100% românticos

O laço emocional entre ês participantes é tão profundo que podem optar por morar juntos, ter filhes — pets ou não — e ter relações sensoriais (como dar selinho, andar de mãos dadas, fazer cafuné um no outro e etc...) ou até mesmo sexuais!

O conceito tem origem em espaços arromânticos e assexuais na comunidade LGBTQIAPN+, mesmo que qualquer um possa estar nesse tipo de relação. O conceito de RQP postula a existência de uma classe especial da atração platônica, distinta do romance, que fornece uma base apropriada para este tipo de relação íntima-formal.

Diferenças entre amizade colorida e QPR

Amizade colorida é completamente diferente de um QPR, por favor não confundam!

Em uma amizade colorida, não necessariamente existe um sentimento tão intenso. São apenas amigues que praticam atos sexuais com a leveza de uma amizade, é literalmente AMIGUES que se pegam.

Enquanto nas RQP's/QPR's, existe uma intimidade super profunda e muito carinho. Pode ou não ter relações sexuais envolvidas, o que vai ocorrer dentro de um RQP tem de ser acordado entre es parceires e apenas elus definem o que é permitido e o que é proibido dentro de sua relação. RQPs não possuem um formato pré-definido, a única coisa que define um RQP é o squish entre as pessoas e o consentimento das mesmas

Atração queerplatônica/quasiplatônica

Atração quasiplatônica ou squish é o desejo/sentimento de proximidade, comprometimento emocional, familiaridade e intimidade com alguém. Um individuo que tem um squish por outra pessoa, experiencia um forte sentimento de empatia, estima, apreciação, valorização e admiração.

Em geral, atração quasiplatônica é a necessidade de ter um relacionamento queerplatônico com alguém especifico;

Participantes de uma relação deste tipo podem referir-se a sue outre parceire como "zucchini".

Como relacionamento quasiplatônico não são românticos e nem possuem exclusividade, zucchinis podem possuir outros relacionamentos sendo eles platônicos, queerplatônicos, românticos e qualquer outra forma de amar.

Orientações queerplatônicas

Assim como outros tipos de atração, também existem orientações voltados a RQP com a mesma definição porém dirigido a atração queerplatônicas. Como, por exemplo: hétero-queerplatonic, lésbica(-queerplatonic), gay(-queerplatonic), toren-queerplatonic, trixen-queerplatonic, cetero-queerplatonic, bi-queerplatonic, pan-queerplatonic, omni-queerplatonic, poli-queerplatonic, e até um a-espectralidade voltada a essa atração (chamada aqueerplatonicidade).

História

A terminologia em torno dos relacionamentos queerplatônicos foi documentada pela primeira vez em 2010 em um tópico online chamado Kaz's Scribblings.

Quando 2011 chegou, S.E criou um post no Tumblr para apresentar o termo. Foi cunhado para "𝘳𝘦𝘭𝘢çõ𝘦𝘴 que não são 𝘳𝘰𝘮â𝘯𝘵𝘪𝘤𝘢𝘴, 𝘴𝘦𝘹𝘶𝘢𝘪𝘴 𝘦 𝘯𝘦𝘮 amizades, 𝘮𝘢𝘴 que desempenham um papel importante em sua vid𝘢". Eles insistiram que queerplatônico é um termo que "abrange muitos tipos diferentes de relacionamento, em vez de ser rígido; é fluido!". Ou seja, uma relação quasiplatônica não é formada por regras, mas sim por como os participantes se relacionam e se definem.

Descreveu uma forma de conexão com alguém que estava fora das caixas de amizade e/ou romance. Na primavera de 2014, a expressão relacionamentos quasiplatônicos foi cunhada para pessoas que se sentiam desconfortáveis ​​em usar a palavra queer e logo ganhou popularidade entre os usuários online.

RQP's na mídia

Livros

  1. "Perdas & desperdiadas" —Jaqueline F. Silva
  2. "Um presente para alice" —Jaqueline F. Silva
  3. "The Reckless Kind by Carly Heath" —Roosie Thor
  4. "Claudie Arseneault's Isandor, City of Spires" (série de livros) —Roosie Thor
  5. "História queerplatonic" (one shot) —Pirateoftown

Ver também

Advertisement